sábado, 29 de dezembro de 2012

Porsche 912

O Porsche 356 já estava ficando um carro antigo e fora de época em 1963. A concorrente da Porsche, Mercedes-Benz, lançava seus esportivos conversíveis com teto rígido removíveis, que encantaram o público jovem alemão e mundial. Era a era dos SL. Ferry Porsche desenhou uma carroceria que ficaria na história da Porsche: o modelo 911 que quando saiu da fábrica era muito caro, e resolveram pegar a mesma carroceria em 1965 e colocar o motor de 4 cilindros do Porsche 356 que estava sobrando na fábrica. O motor desenvolvia 90 cavalos de força a 5.800 rpm, e era muito econômico.
Foram fabricados 32.000 exemplares do 912 até 1969. 30.000 eram versão coupé, e 2.500 na versão Targa com teto removível e soft top. Mais tarde foi introduzido o vidro rígido atrás da Targa, que tinha uma capa de aço escovado.
O Porsche 912 fez muito sucesso, e a Dacon trouxe alguns para São Paulo. Os consumidores paulistanos exigentes, pediam a Paulo Goulart, para tirar o antigo e ultrapassado motor do 365 e colocar um motor de 6 cilindros 2.2, ou 2.4. Muitos desses motores de 356 eram vendidos como sucata, ou foram guardados em prateleiras por décadas. Em 1969, a Porsche resolveu tirar o 912 do mercado e apresentaram o modelo 914 em 1970, que era uma joint venture da fábrica com a Volkswagen. Foi o primeiro carro com faróis escamoteáveis, dois porta malas (um para colocar a capota targa inteira dentro). Chamado do VoPo, o carro vendeu muito nos Estados Unidos, e tinha o motor central modelo 411, que era usado na Kombi aqui no Brasil. No começo de 1976, o Porsche 914 foi descontinuado pela fábrica, e lançaram o Porsche 924 visando o mercado Americano. Depois de 5 anos ausentes, lançaram em 1976 o Porsche 912E com motor do Porsche 914, de 86 cavalos de força. O 912E tinha injeção KJetronic e obedecia as regras de emissões americanas. Foram fabricados somente 1.250 exemplares comemorativos ao primeiro 912, tornando-se imediatamente colecionável! O Porsche 912 foi um dos carros mais vendidos pela fábrica, numa época onde a gasolina entrava em crise mundialmente, e o consumidor queria design e economia.

 O estofamentdo Porsche 912, com detalhe em tecido.

 O painel de instrumentos, com detalhe em aço escovado.

 Porsche 912, um dos designs mais bonitos do mundo.

 Detalhes do Porsche 912.

 O motor do Porsche 356 de 4 cilindros, 9o cavalos a 5.800 rpm.

 A identificação do modelo.

Acessório da época: Rodas Fuchs de 5 furos.

 O Porsche 911 Targa, sem a capota.

 Porsche 914.

Porsche 912E de 1976, lançaram e virou automaticamente um colecionável.